sábado, 22 de janeiro de 2011

homossexuais e cargos de chefia

homossexuais e cargos de chefia

Que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente, isso todos nós já sabemos. Agora, por que será que a cada dia que passa cada vez mais cargos de chefia em grandes companhias tem sido conquistados por homossexuais? Já não é de hoje que não vemos mais um homossexual dizer que vai ser cabeleireiro ou maquiador, não que estas não sejam profissões dignas, muito pelo contrário, é que com o passar do tempo criou-se um estigma em cima destas profissões, algo como, se o cara fosse homossexual logo se tornaria um cabeleireiro ou um maquiador, mas por que não um excelente gerente, administrador, arquiteto ou qualquer que seja a profissão?


O público homo em geral tem se dedicado muito mais ao embasamento de informações, estudam mais, procuram se diferenciar da média da sociedade. Até porque para o homossexual é tudo muito difícil, desde seu começo de vida até a fase adulta, talvez por este motivo a necessidade em parecer “superior” aos demais. Contudo, na busca por um trabalho visto como perfeito, aquele candidato homossexual certamente irá se esforçar bem mais que os candidatos ditos “heteros”. E é de fato crescente este dado de que o homossexual conquista sempre as melhores vagas ou melhores empregos.

Para entender esta questão é de suma importância citar que a Constituição brasileira rejeita qualquer forma de discriminação, ao proclamar que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, sendo invioláveis o direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade. Dessa forma, dentre os objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil está a promoção do bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Então, é totalmente proibido “rejeitar” um candidato a qualquer que seja a vaga de emprego tão somente por sua orientação sexual. Isto é coisa do passado, embora muito ainda ocorra nos dia de hoje, é triste, mas chega a ser arcaico, do tempo das cavernas. De qualquer forma, os homossexuais hoje estão muito mais espertos e audaciosos, sabem o que querem e vão em frente, lutam por isso.

Para o advogado recém formado Matheus, 23 anos, de Porto Alegre, os homossexuais acabam tendo que se esforçar mais durante o processo de construção de suas carreiras devido ao preconceito. “Pra mim, os homossexuais acabam se esforçando mais que muita gente se esforça em função do preconceito, até pra mostrar que são tão capazes quanto os "não-homo", por assim dizer”, afirma. Matheus quer ir mais além, diz querer ser Promotor de Justiça, para isto, segue nos estudos e não pensa em desistir nos obstáculos da vida. “Eu sei que terão muitos obstáculos, concursos, muito estudo, etc., mas acredito que quem chegar a algum lugar, tem que superar esses obstáculos, de olho no objetivo”, conclui.

Enfim, podemos observar com isto é que na verdade o que diferencia a conquista de um bom emprego é o esforço de cada pessoa em almejar bons trabalhos, independente da orientação sexual, o que se exige no mercado de trabalho são excelentes profissionais, aptos a desempenhar o papel que a eles for exigido. Melhor ainda se forem homossexuais, porque isto mostra que estamos capacitados e cada dia mais seletivos.

((•)) Ouça este post

2 comentários:

Guilherme Dias disse...

Oi tudo bem?
estou dando continuidade ao blog XINEFED do Ed (FENIX)...
http://liberdadegaroto.blogspot.com/

Anônimo disse...

Oi pessoas... Eu queria falar com o Kiko!!

Postar um comentário